Nutrição

Jejum Intermitente: O que é, benefícios e cuidados

Ikaps Suplementos
Escrito por Ikaps Suplementos em agosto 6, 2020
Jejum Intermitente: O que é, benefícios e cuidados

Você já conhece o Jejum Intermitente? Se tornando cada vez mais popular entre atletas ou simplesmente entre pessoas que almejam o emagrecimento, o jejum intermitente pode garantir inúmeros benefícios para a saúde além da queima de gordura.

A princípio, o jejum intermitente é um método de emagrecimento e desintoxicação que consiste em intercalar períodos de jejum com períodos de alimentação. Com isso, o corpo utiliza seu estoque de gordura, promovendo o emagrecimento.

Em suma, existem diversos tipos de jejum intermitente, podendo variar entre 10 a 24 horas de jejum, a depender do objetivo pessoal de cada pessoa. Também podem ser realizados todos os dias ou apenas algumas vezes por semanas.

Os períodos de alimentação são chamados de “janela de alimentação”, e fora dessas janelas a pessoa pode consumir apenas líquidos que não possuam calorias, como águas, chás ou bebidas sem açúcar.

Leia também: “Como tomar Triptofano para Dormir?”

O que é Jejum Intermitente?

O jejum intermitente, primeiramente, era muito comum em períodos como a era paleolítica, em que o ser humano dependia da caça para viver. Em períodos como esse, os alimentos eram abundantes logo após a caça, porém, havia um tempo de completo jejum entre uma caça e outra.

Por isso, esse jejum consiste em períodos de alimentação intercalados com períodos de completa ausência de ingestão de qualquer caloria. Isso faz com que o corpo se sinta pressionado a aumentar o metabolismo, acarretando em diversos benefícios para a saúde.

É importante salientar que esse tipo de jejum não é indicado para todas as pessoas. Sendo assim, é altamente recomendável o acompanhamento com um profissional de saúde antes da realização de qualquer dieta restritiva.

ikaps suplementos

Quais são os tipos de Jejum Intermitente?

Existem diversos tipos de jejum, que podem ser colocados em prática dependendo dos objetivos de cada um. No entanto, todos os tipos realizam um período de restrição alimentar intercalado com períodos de janelas alimentares. Abaixo estão listados os tipos mais comuns de jejum:

  • 12 horas: Nesse tipo de jejum a pessoa passa metade do dia sem se alimentar ou ingerir qualquer caloria. É importante pontuar que as oito horas recomendadas de sono diário estão inclusas nas horas totais do jejum.
  • 16 horas: Esse tipo consiste em um intervalo entre 14 e 16 horas sem ingestão calórica, também incluindo o período de sono. Nesse caso restam em torno de 8 horas de alimentação por dia. Por exemplo, a pessoa pode jantar às 20h do dia anterior e só irá se alimentar novamente às 12h do dia seguinte.
  • 24 horas: Nesse tipo de jejum a pessoa fica sem se alimentar por completo durante 24 horas. Normalmente esse tipo é realizado no máximo de 2 à 3 vezes por semana e irá depender totalmente de uma boa rotina alimentar.
  • 36 horas: Esse tipo de jejum, que consiste em ficar um dia e meio sem se alimentar, pode ser extremamente perigoso e apenas pode ser realizado sob orientação médica.

Em síntese, nos períodos de jejum é permitida a ingestão de água, chás, café sem nenhuma adição de açúcares ou adoçantes. Também é comum que nos primeiros dias a pessoa sinta muita fome, devido às reações corporais a uma nova rotina alimentar. Por isso, se houver fome muito intensa ou mal estar um médico deverá ser consultado.

Benefícios do Jejum Intermitente

#1. Acelera o metabolismo

Sem dúvidas, um dos principais benefícios deste tipo de dieta é a aceleração do metabolismo, já que os períodos sem ingestão calórica forçam o organismo a reagir de diversas maneiras.

É sabido, no entanto, que jejuns muito longos, acima de 48 horas, são responsáveis pela desaceleração do metabolismo. Porém, quando é realizado em períodos curtos e controlados é capaz de favorecer um metabolismo mais rápido e eficiente.

#2. Não diminui a massa muscular

Ao contrário de muitas dietas restritivas, o jejum intermitente não causa nenhum tipo de malefício à massa muscular. Por isso, esse tipo de dieta não favorece a flacidez, mantendo o corpo firme e definido.

#3. Regula os hormônios

Como esse tipo de jejum favorece a aceleração do metabolismo, consequentemente o incentiva a trabalhar de forma mais rápida e eficiente.

Desta maneira, ocorre a regulação de diversos hormônios importantes para o metabolismo, como a insulina e noradrenalina. Esses dois hormônios, em suma, estão diretamente associados a perda ou ganho de peso, e é imprescindível que suas taxas estejam constantes para que o organismo trabalhe da melhor forma possível.

#4. Aumenta a imunidade

Outro benefício muito importante relacionado a esse tipo de jejum é o aumento considerável da imunidade. Já que o corpo se torna muito mais ativo durante o jejum, as células de defesa do organismo passam a trabalhar muito mais durante esse período.

Dessa forma, há um poderoso aumento na imunidade corporal e na eliminação de células defeituosas do organismo, que podem causar câncer.

#5. Possui ação anti-envelhecimento

Um dos maiores benefícios relacionados ao jejum intermitente, é, sem dúvidas, a ação de manter o corpo e a pele jovens por mais tempo.

Além disso, a realização correta do jejum, combinada com uma boa alimentação e suplementação, garantirão todas as vitaminas para o corpo, podendo evitar doenças, garantindo uma vida mais longa e com mais saúde.

Cuidados com o Jejum Intermitente

Esse tipo de jejum, quando realizado sem a orientação de um profissional de saúde, pode acarretar em sérios problemas de saúde, incluindo desnutrição, desidratação, hipoglicemia, fraqueza, entre outros. Por isso, se você está pensando em fazer esse tipo de dieta, consulte um médico, faça exames e esteja ciente dos riscos.

No entanto, quando o jejum é feito com acompanhamento de um profissional de saúde todos os maiores benefícios podem ser garantidos, principalmente se o jejum for combinado com boas práticas, como por exemplo:

  • Uma alimentação saudável: Sem dúvidas, esse é um dos maiores segredos para que esse tipo de dieta garanta os melhores resultados possíveis. Uma alimentação que inclua todos os tipos de vitaminas e nutrientes que o corpo necessita é imprescindível para a manutenção de uma boa saúde.
  • Beber muita água: O ato de ingerir em torno de 2 a 3 litros de água por dia deve se tornar um hábito assim como a prática do jejum. É muito importante que o organismo se mantenha hidratado para que consiga trabalhar da forma mais eficiente possível.
  • Suplementos alimentares: Principalmente com a correria do mundo de hoje, às vezes se torna inviável a manutenção de alimentações ricas em todas as vitaminas e minerais. Por isso, a suplementação pode ser a saída para manter o organismo com todo o aporte necessário para que todas as suas funções sejam realizadas com excelência, garantindo os melhores resultados para o jejum.

É importante pontuar que os exercícios físicos não são recomendados durante os períodos de jejum, podendo ocasionar fraquezas excessivas. Consulte um profissional.

E aí, gostou das nossas dicas? Compartilhe em suas Redes Sociais!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *